Avaliação Ergonómica das tarefas executadas no Setor da Tatuagem: podem usar-se os Métodos OWAS e REBA?

Dado o setor da Tatuagem estar ainda pouco estudado no contexto da Saúde Ocupacional, pretendeu-se com este trabalho avaliar sumariamente o Risco Ergonómico do setor, até porque em Tatuagens complexas e/ ou extensas/ demoradas, o profissional pode ter necessidade de executar o seu trabalho com posturas forçadas/ mantidas e movimentos repetitivos, por períodos prolongados, sendo que, por vezes, nem sempre estão desenvolvidas de forma adequada as medidas de proteção.

Métodos para detetar o Risco de surgirem Lesões Músculo-Esqueléticas relacionadas com o Trabalho- sabemos o suficiente?

As Lesões Músculo-Esqueléticas Relacionadas com o Trabalho (LMERTs) são prevalentes e relevantes. Existem diversos métodos para a deteção do risco para estas surgirem, em função das tarefas executadas. Contudo, nem todos os profissionais a exercer nas equipas de Saúde Ocupacional apresentam conhecimentos bem estruturados ou experiência prática sobre a generalidade destes métodos.

Métodos para Avaliação Global de Risco em Saúde Ocupacional: sabemos o suficiente?

A Avaliação do Risco em contexto laboral é uma etapa fundamental para se conseguirem postos de trabalho mais seguros e saudáveis. Geralmente são os Técnicos de Segurança que apresentam mais experiência neste contexto; contudo, nem todos os profissionais a exercer nas equipas de Saúde Ocupacional apresentam conhecimentos bem estruturados e/ ou práticos sobre a generalidade destes métodos.

Prevalência das Lesões Músculo-Esqueléticas em Trabalhadores Industriais: uma Revisão Integrativa da Literatura

Segundo a Organização Mundial de Saúde, no ano de 2017, as doenças músculo-esqueléticas foram as que mais contribuíram para a incapacidade global. Considerando o exercício de funções em contexto profissional como uma componente essencial no quotidiano do ser humano, é neste ambiente que surgem muitas destas lesões.

Medicina Dentária e Saúde Ocupacional em Portugal- Estudo Exploratório

Segundo a bibliografia consultada, os principais fatores de risco/ riscos laborais dos médicos dentistas e auxiliares de dentária, são o eventual contato com agentes biológicos, posturas mantidas/ forçadas, movimentos repetitivos, vibrações, ruido, radiações eletromagnéticas, radiações ionizantes por Rx, esforço visual e agentes químicos.