Mudanças na Revista Portuguesa de Saúde Ocupacional on line a curto e médio prazos

A RPSO on line já existe desde janeiro de 2016, com publicação de quatro artigos por mês (exceto na fase inicial em que eram publicados oito a dez nesse prazo) e, mais recentemente, sem publicar no mês de agosto, dado ser um mês em que a generalidade dos membros da direção e revisores está de férias. Por cada seis meses é lançado um volume onde são inseridos os artigos submetidos aceites para publicação, após revisão dupla cega, separados de artigos da equipa técnica, publicado como suplemento a cada volume.

Projeto de Investigação associado aos Profissionais a exercer em Oficinas de Mecânica

Nas oficinas de carros encontramos mecânicos, chapeiros, pintores, lavadores- lubrificadores e rececionistas/ entregadores de carros. Os principais fatores de risco existentes para as primeiras classes profissionais atrás mencionadas são os agentes químicos; posturas mantidas/ forçadas; ruído; desconforto térmico; cargas e queda de objetos; corte, atracamento, esmagamento e vibrações.

Noções Gerais sobre Qualidade do Ar Interior e Síndroma do Edifício Doente em Contexto Ocupacional

Para além deste tema já ter chamado a atenção dos autores devido a outro artigo publicado nesta revista (“Qualidade do Ar Interior em Lares de Idosos e seus efeitos na Saúde dos Trabalhadores”), mais recentemente um dos presentes autores iniciou funções numa empresa de Call Center, na qual uma percentagem razoável de trabalhadores referia sintomas que associava à Qualidade do Ar Interior (QAI). Surgiu então a necessidade de procurar mais informação, até porque a generalidade da população passa cada vez mais tempo de lazer e de trabalho em zonas fechadas.

D.O.I.?

O DOI (Digital Object Identifier) é um código que se associa a um conteúdo digital, proporcionando um endereço permanente de localização na internet, independentemente de onde o documento estiver inserido inicialmente; ao ser registado na bibliografia permitirá o acesso direto ao artigo, bem como numa simples citação ao longo do texto.

Profissionais a exercer em Call Center: principais Fatores de Risco e Riscos Laborais, Doenças Profissionais associadas e medidas de Proteção recomendadas

A generalidade dos trabalhadores de Call Center apresenta como principais fatores de risco/ riscos laborais a postura sentada mantida, movimentos repetitivos a nível do rato e teclado (e eventuais alterações músculo-esqueléticas), bem como esforço visual (e possível diminuição da acuidade e sensação de fadiga ocular), radiações eletromagnéticas (com consequências não consensuais entre investigadores), ruído (com eventual hipoacusia) e stress (com consequências variáveis entre os funcionários).

Projeto de Investigação associado ao setor da Medicina Dentária

Nas instituições prestadoras de serviços dentários existem geralmente médicos dentistas (generalistas e/ou especializados), os ajudantes/ auxiliares dentários, rececionistas e, por vezes, gestores/ orçamentistas.
Os principais fatores de risco/ riscos laborais dos primeiros são o eventual contato com agentes biológicos; posturas mantidas/ forçadas, movimentos repetitivos e vibrações; ruido; radiações eletromagnéticas e esforço visual por utilizarem écrans com frequência; radiação ionizante por Rx e agentes químicos.