Profissionais a exercer em Call Center: principais Fatores de Risco e Riscos Laborais, Doenças Profissionais associadas e medidas de Proteção recomendadas

A generalidade dos trabalhadores de Call Center apresenta como principais fatores de risco/ riscos laborais a postura sentada mantida, movimentos repetitivos a nível do rato e teclado (e eventuais alterações músculo-esqueléticas), bem como esforço visual (e possível diminuição da acuidade e sensação de fadiga ocular), radiações eletromagnéticas (com consequências não consensuais entre investigadores), ruído (com eventual hipoacusia) e stress (com consequências variáveis entre os funcionários).

Projeto de Investigação associado ao setor da Medicina Dentária

Nas instituições prestadoras de serviços dentários existem geralmente médicos dentistas (generalistas e/ou especializados), os ajudantes/ auxiliares dentários, rececionistas e, por vezes, gestores/ orçamentistas.
Os principais fatores de risco/ riscos laborais dos primeiros são o eventual contato com agentes biológicos; posturas mantidas/ forçadas, movimentos repetitivos e vibrações; ruido; radiações eletromagnéticas e esforço visual por utilizarem écrans com frequência; radiação ionizante por Rx e agentes químicos.

Projeto de Investigação associado aos Marceneiros e Carpinteiros

Os profissionais a trabalhar em equipas de Saúde Ocupacional, mesmo que não diretamente ligados ao setor da Marcenaria/ Carpintaria, podem receber trabalhadores com esses antecedentes laborais, pelo que poderão sentir necessidade de aprofundar um pouco os seus conhecimentos na área. Estes profissionais estão expostos a inúmeros riscos/ fatores de risco.

Investigação de Acidentes de Trabalho e Prevenção: análise das práticas da Auditoria Fiscal do Trabalho (Brasil, 2011-2012)

No Brasil é função dos Auditores-Fiscais do Trabalho, vinculados ao Ministério do Trabalho (MTb), investigar e analisar as causas dos acidentes de trabalho, bem como as situações com potencial para gerar tais eventos. Este artigo descreve um estudo de caso limitado aos acidentes ocorridos na indústria metalomecânica entre 2011 e 2012 e analisados pelos auditores lotados na Superintendência Regional do Trabalho de Minas Gerais.

Projeto de Investigação associado ao setor das Lavandarias

Os profissionais que trabalham em lavandarias estão sujeitos a vários fatores de risco/ riscos ocupacionais, nomeadamente a exposição aos agentes químicos, fibras têxteis, mobilização de cargas, ruído e vibrações (ainda que por tempos curtos); no ato de “passar a ferro” podemos também destacar a postura de pé estática mantida, movimentos repetitivos com o membro superior dominante e a temperatura elevada (quer no sentido de ocasionar uma queimadura, quer pelo desconforto térmico global, eventualmente criado);

Riscos Toxicológicos na Produção Animal

A produção animal evoluiu para criações de grande dimensão, com maior concentração de animais, assim como dos seus dejetos e alimentos, resultando num ambiente rico agentes biológicos, químicos (em poeiras, gases, outros) e outros contaminantes do ar interior, com risco potencial para a saúde dos trabalhadores. O objetivo do presente trabalho foi identificar os principais riscos toxicológicos ocupacionais relacionados com a produção animal.

Benzeno- Riscos, Exposição e Formas de Prevenção em Trabalhadores da Indústria Transformadora em Portugal

Os trabalhadores da indústria transformadora poderão estar expostos a níveis elevados de benzeno, solvente orgânico vastamente utilizado no setor dos curtumes e do calçado, para o qual existe evidência de perigosidade para a saúde, com ênfase para a carcinogenicidade em humanos. Esta revisão tem como objetivos identificar quais as características, riscos e formas de prevenção referentes ao benzeno, visando contribuir para a discussão sobre o controlo, redução ou possível eliminação da sua utilização.